Posts

Paralisia Facial Periférica

por Dr. Diogo Suriani Ribeiro

 

Introdução

A Paralisia Facial Periférica é uma condição que causa fraqueza repentina na musculatura de um lado da face, acarretando perda de movimentos do rosto.

Quais são as causas?

A Paralisia Facial no Brasil acomete em média menos de 150 mil pessoas por ano e é mais comum na faixa etária dos 19 aos 60 anos.

Ela ocorre quando há uma lesão do nervo facial de um lado do rosto, que é o nervo que controla a musculatura da face.

As causas mais comuns de lesão do nervo facial são:

  • Infecção pelo vírus da Herpes, Varicela, dentre outros
  • Lesões por traumas como fraturas, cortes, cirurgias, etc
  • Compressões do nervo como tumores
  • Causas congênitas

Quais são os sintomas?

Os sintomas da Paralisia Facial são variáveis e depende do grau de lesão do nervo, podendo ir de uma simples fraqueza (paralisia parcial) até a paralisia completa da metade do rosto.

Os sintomas acontecem de forma repentina e atinge o máximo, geralmente em 48 horas, comprometendo os movimentos do rosto e as mímicas faciais como sorrir, piscar, fechar os olhos, mandar beijos, dentre outros. Também pode ocorrer escape de líquido e alimentos pelo canto da boca e permanência de restos de comida na bochecha.

Outros sintomas podem ocorrer, como dor no ouvido, olhos e bocas ressecadas e dor de cabeça.

Como é a recuperação?

Na maioria dos casos a melhora ocorre espontaneamente em três semanas, com recuperação completa até 9 meses. Porém, em 30% dos casos, as sequelas continuam ou podem ocorrer complicações, relacionados a fatores como: idade acima de 60 anos, se houve paralisia completa, diabetes, pressão alta.

Algumas das complicações mais comuns são as contraturas musculares e as sincinesias. As contraturas musculares ocorrem quando há um exagero qua quantidade de exercícios faciais e os músculos se tornam rígidos e encurtados. As sincinesias podem ocorrer quando os exercícios faciais são realizados de maneira incorreta e uma expressão facial “puxa” outra, por exemplo, ao sorrir o olho fecha junto.

Qual o tratamento?

O tratamento é multiprofissional e engloba médico, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo.

Em relação à Fisioterapia algumas modalidades são recomendadas como alongamentos, massagem, relaxamento, exercícios faciais, prática mental, feedback com espelho, biofeedback eletromiográfico. Antes de se prescrever qualquer tratamento é obrigatório a realização de uma avaliação completa para classificar o grau de severidade da lesão, os comprometimentos existentes, estimar o prognóstico de recuperação e escolher a melhor técnica e dosagem correta a ser utilizada.

É importante destacar que caso seja acometido pela Paralisia Facial, a primeira coisa é manter a calma e procurar um profissional especializado na área e habilitado na prática clínica da Paralisia Facial. 

 

Para mais informações entre em contato conosco pelas redes sociais ou agende uma avaliação:

Moving Saúde
Tel: (62) 4013-6464
Cel: (62) 98409-7799
End. Rua 147, n 75, (Academia Bodytech)
Setor Marista, Goiânia-GO