Side Menu
Side area
side area
Moving | Biofeedback e Neurofeedback
1872
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-1872,ajax_updown_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,

Biofeedback e Neurofeedback

   
O que é?

O Biofeedback é uma técnica que permite ao indivíduo identificar os distúrbios existentes no corpo e aprender a melhorar o seu funcionamento. É um recurso que utiliza tecnologia avançada para a melhora de diversos problemas motores e cognitivos.

Existem diversos tipos de Biofeedback, dentre eles destacamos o Biofeedback Eletromiográfico (Biofeedback Muscular) e o Biofeedback Eletroencefalográfico (Biofeedback Cerebral).

Como é realizada?

Através de eletrodos colados na superfície da pele ou no couro cabeludo, os sinais elétricos emitidos pelo músculo durante uma contração muscular ou pelas ondas cerebrais, são transformados em imagens, sons ou jogos e visualizados no computador. A partir desta informação, o paciente irá aprender a modificar os fatores causadores da patologia instalada melhorando seu desempenho físico ou cognitivo. Por exemplo, se uma pessoa está com uma Cefaleia (dor de cabeça) devido a uma tensão aumentada nos músculos do pescoço, ele poderá visualizar essa tensão através do Biofeedback e diminuir gradativamente a tensão até que a dor cesse.

Princípios

Diversos estudos tem mostrado bons resultados na utilização do Biofeedback-EMG na reabilitação do paciente com sequelas neurológicas e não neurológicas. Os objetivos do tratamento com Biofeedback são:

  • Fortalecimento muscular
  • Relaxamento de músculos hiperativos
  • Aprendizado ou reaprendizado dos movimentos
  • Melhora na coordenação motora
  • Melhora na propriocepção (percepção dos movimentos)
  • Diminuição da dor
  • Diminuição da ansiedade
  • Melhora na concentração
  • Melhora no desempenho cognitivo
  • Melhora do sono
Quem pode se beneficiar?
  • Pacientes com distúrbios neurológicos como Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Crânio Encefálico (TCE), Lesão Medular (LM), dentre outros
  • Pacientes com lesão nervosa periférica: Paralisia Facial Periférica, Lesão Nervosa Segmentar Periférica
  • Pacientes com disfunções ortopédicas como problemas posturais, desequilíbrio muscular, dentre outras
  • Pacientes com dor de origem muscular: cefaleia tensional, dentre outras
  • Pacientes com problemas uroginecológicos: incontinência fecal e urinária
  • Reabilitação da marcha
  • Transtornos de déficit de atenção, distúrbios do sono

Portanto, devemos destacar o Biofeedback como um recurso terapêutico complementar importante na reabilitação do paciente ortopédico, neurológico ou urológico pois trata-se de uma ferramenta quantitativa, focada no desempenho e que tem como base a auto-resolução dos fatores causais das patologias. Além de ser um recurso seguro e com grandes recomendações na literatura científica.

Quer tirar alguma dúvida ou marcar um horário?

Entre em contato!

Category: Tratamentos