Side Menu
Side area
side area
Moving | Relações sociais no trabalho e dor lombar
2298
post-template-default,single,single-post,postid-2298,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,

Blog

   

Relações sociais no trabalho e dor lombar

Lombalgia é comum em qualquer setor, seja em atividades de vida diária, lazer ou na vida profissional. A dor lombar não específica tem alta prevalência sendo relacionada entre 60-80% da população mundial.No setor de emprego essa alta prevalência tem impacto considerável, em relatório recente da Fit for Work (Fundação Europeia de Trabalho) 25% dos trabalhadores sofrem diariamente com dor nas costas, chegando a um custo total gasto com esses trabalhadores de 12 bilhões de euros.
O objetivo de estudo da International Archives of Occupational and Environmental Health, foi relacionar a influência do emprego (envolvimento social) sobre o risco de dor lombar entre os trabalhadores e o seu prognóstico.
Com os resultados da revisão sistemática em mãos, duas conclusões são importantes no dia-dia de trabalho. A  primeira É que no estudo não se observou a relação de risco entre o envolvimento de colegas, supervisor ou do suporte geral do trabalho influenciar uma dor lombar, porém por outro lado quando se tem o envolvimento maior da equipe e suporte geral do trabalho, o trabalhador com dor lombar, tente a ter um prognóstico e consequentemente uma recuperação melhor.

 

Referencia: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3555241/

Tags >

No Comment

Post A Comment