Side Menu
Side area
side area
Moving | PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO NA GRAVIDEZ
2292
post-template-default,single,single-post,postid-2292,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,

Blog

   

PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO NA GRAVIDEZ

                     O Ministério da saúde relata que a gravidez não é um estado patológico, nem uma debilidade de doenças ou inatividade, mas é uma fase de diversas modificações anatômicas, fisiológicas e hormonais somado às transformações emocionais, circulatórias e respiratórias, estimulando adequadamente o feto para que possa crescer e se desenvolver.

                      Uma mudança no padrão de atividade física é encontrado na sociedade contemporânea e nessa população, em especial, não seria diferente. A prevalência de gestantes ativas estão aumentando. Sendo a atividade física é estimulada e indicada pelos guias e protocolos do American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG).

Com base em revisões sistemáticas e meta análises encontramos alguns dados interessantes quando o tema abordado são as recomendações para a prática de exercício físico na gravidez:

  •  a atividade física durante a gravidez tem efeito protetor contra o desenvolvimento da Diabetes Gestacional e pré-eclâmpsia;
  • quando observado o ganho de peso gestacional há significativa redução na média de ganho de peso em gestantes praticantes de exercícios;
  •  o repouso prolongado aumenta de modo consistente o risco de trombose venosa;
  •  para gestantes com hipertensão arterial crônica com controle pré-natal e pressórico adequados, a prática de exercício físico pode ser indicada, desde que supervisionada e monitorada. Atividades físicas de intensidade leve, como caminhada, bicicleta estacionária e alongamentos, são recomendadas;
  •  no caso de a gestação ocorrer em atletas de alto rendimento (profissionais e/ou amadoras), a recomendação do exercício físico deve ser individualizada e adaptada.  A prática de certos esportes que exponham a gestante ou o feto a qualquer risco deve ser interrompida ou desestimulada.

Investir na saúde materna durante o período gestacional é de enorme valor, não somente para a saúde da gestante naquele momento mas também para seu patrimônio de saúde em longo prazo. Nesse contexto, a prática de exercício físico é uma das formas de se incrementar a saúde materna, ajudar no controle de vários desconfortos durante a gestação e no parto, bem como no controle do ganho de peso mês a mês, e facilitar seu retorno às condições do pós-parto, propiciando um período puerperal (parto) e de amamentação mais confortável e prazeroso.

Vale salientar a importância da constituição e participação de equipe multidisciplinar, incluindo Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Educação Física, Nutrição, Psicologia e Serviço Social, que permita uma abordagem global da saúde da mulher.

 

Referência:
Recommendations for physical exercise practice during pregnancy: a critical review. Rev Bras Ginecol Obstret. 2014; 36(9):423-31.

No Comment

Post A Comment