Side Menu
Side area
side area
Moving | Qual deve ser o tempo mínimo que a criança com Paralisia Cerebral deve ficar em pé diariamente, para que se tenha ganhos funcionais?
2140
post-template-default,single,single-post,postid-2140,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,

Blog

   

Qual deve ser o tempo mínimo que a criança com Paralisia Cerebral deve ficar em pé diariamente, para que se tenha ganhos funcionais?

Crianças que deambulam menos de duas horas por dia ou que não deambulam, geralmente apresentam dor e complicações secundárias decorrentes da postura sentada. Os programas terapêuticos de ortostatismo são realizadas há mais de 50 anos nas sessões de Fisioterapia e em domicílio. Entretanto, na ausência de protocolos que avaliassem os ganhos terapêuticos, o tempo de ortostatismo era baseado na experiência clínica dos terapeutas e disponibilidade dos cuidadores.

Em 2013, pesquisadores americanos realizaram uma Revisão Sistemática na Literatura Científica com objetivo de auxiliar os terapeutas em relação ao tempo de ortostatismo nas sessões de Fisioterapia e em casa para se obter ganhos funcionais. A Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF), foi utilizada para definir as categorias avaliadas em: estrutura, função do corpo, atividade e participação.

Os resultados da pesquisa sugerem que os programas de ortostatismo, sejam realizados no mínimo 5 dias na semana. Fortes evidências apontam o tempo de ortostatismo para as seguintes áreas:

  • Densidade óssea (60min a 90min/dia)
  • Estabilidade do quadril (60min/dia – abdução de 30 a 60graus)
  • Amplitude de movimento de quadril, joelho e tornozelo (45min a 60min/dia)
  • Espasticidade (30min a 45min/dia)

 

Influências do ortostatismo nas funções mentais, no sistema digestivo, sistema cardiovascular e respiratório não tiveram fortes níveis de evidência neste estudo.

 

Referência: Peleg et al. Pediatric Physical Therapy: Fall 2013 – Volume 25 – Issue 3 – p 232-247

Link: http://journals.lww.com/pedpt/Fulltext/2013/25030/Systematic_Review_and_Evidence_Based_Clinical.2.aspx?utm_medium=facebook&utm_source=twitterfeed

1 Comment

  • Eliane Vianna

    Gostaria de receber mais novidades sobre Paralisia Cerebral.

    Responder

Post A Comment